Índios brasileiros protestam contra a transposição do Rio São Francisco
28.04.2011

SÍTIO RÁDIO VATICANO, 28.04.2011

Brasília, 28 abr (RV) - A questão da transposição do rio São Francisco continua causando polêmica. Promotores da campanha Opara - Povos Indígenas em Defesa do Rio São Francisco - lançaram hoje um apelo urgente para impedir que o projeto da transposição do rio seja levado adiante, o qual inclui a construção de usinas hidrelétricas e nucleares.
De 2 a 5 de maio, milhares de indígenas de todo o Brasil vão montar um acampamento em frente a prédios do governo, em Brasília, capital, para apontar os impactos devastadores que poderá causar esse projeto, caso venha a ser realizado. Durante a manifestação - informou a agência Sir -, serão entregues as assinaturas recolhidas pela organização da
Campanha, também apoiado pelos bispos brasileiros e muitas organizações da sociedade civil, brasileiras e também italianas. Opará é o nome pelo qual os indígenas chamam o rio São Francisco, e significa "rio mar".
Conforme explicam os promotores dessa Campanha, o rio São Francisco "é a fonte mais importante de vida do semi-árido Nordeste do Brasil". "A exploração descontrolada de suas riquezas naturais, com a construção de sete usinas hidrelétricas, combinada com grandes investimentos no setor agrícola, já causaram o desaparecimento de 70% da vegetação nativa e dos peixes, além da destruição do ciclo das marés, que regulava as atividades produtivas dessas populações". (ED)

 
 

 

Voltar

- Copyright 2010- ANAI - Todos os direitos reservados - webmaster@anai.org.br -
Rua das Laranjeiras, n° 26, 1° andar, Pelourinho- CEP: 40026-700
Salvador - Bahia - Brasil
Tel. Fax: 0**71 3321.0259 - Email: anai@anai.org.br
- VONO: 71. 4062.9029 -